Esporte

Saudade e inspiração

 

 

 

Saudade e inspiração

Lá fora, no dia 29 de novembro de 2016, a manhã no Brasil nascia cinzenta e fria, não da temperatura, mas de tristeza. Sonhos foram ceifados e 71 vidas foram destruídas pela imprudência da companhia aérea boliviana LaMia, que não calculou o combustível para chegar a Medellín, onde a equipe da Chapecoense disputaria a primeira final internacional, contra o Atlético Nacional, pela Copa Sul-Americana, deixando o avião cair nas montanhas de Antioquia, região andina da Colômbia. Um ano se passou e o misto de emoções está sintetizado em uma única palavra: saudade.

Há treze dias, o vestiário da Associação Chapecoense de Futebol voltou a festejar aos pulos, com camisetas para o alto e a doce adrenalina da vitória. Quase um ano após a tragédia que o deixou em frangalhos, o clube garantia sua permanência na primeira divisão do Brasileirão. O grito da torcida, "Vamos, vamos, Chape" não soava tão alegre desde 23 de novembro de 2016, quando o time pequeno invadiu, eufórico, o mesmo vestiário, após se classificar para a final da Copa Sul-americana.

Cinco dias depois, o avião que os levava para disputar a final caiu em Cerro Gordo, transformando a história de conto de fadas em uma das maiores tragédias do esporte mundial. Setenta e uma pessoas morreram, quase todas integrantes do clube - 19 jogadores, 14 membros da comissão técnica e nove dirigentes -, além de 20 jornalistas. Houve apenas seis sobreviventes. Mas nem em meio ao choque o time pensou em se render.

Campeão da popularidade

 

 

 

Campeão da popularidade

Após seis anos, Ceará volta à elite do futebol nacional e elenco é recebido por uma multidão na Capital

Uma festa à altura da conquista. Milhares de torcedores Alvinegros se reuniram na entrada do antigo Aeroporto Pinto Martins, na tarde de ontem, para aguardar a delegação do Ceará e fazer uma imensa festa pelas ruas da cidade. Os jogadores subiram no caminhão do Corpo de Bombeiros e saíram em direção à sede do time, em Porangabuçu.

No trajeto, uma imensa fila de carros se formou e por onde os jogadores iam passando, o carinho do torcedor pelo elenco Alvinegro era demonstrado. O acesso, conquistado no último sábado, antes mesmo do jogo contra o Criciúma começar, colocou o Vozão na Primeira Divisão após seis anos.

Empolgado com a recepção, o elenco Alvinegro também reverenciou o seu torcedor, e o aplaudiu agradecendo o apoio.

 

Após oito anos Fortaleza volta a disputar a Série B

 

 

 

 

Após oito anos Fortaleza volta a disputar a Série B

A equipe do Tupi venceu o Fortaleza por 1x0, com gol do zagueiro Fernando, aos 36 minutos do segundo tempo, mas mesmo com a vitória foi eliminado.

Após oito anos na Série C do Campeonato Brasileiro, a equipe do Fortaleza conseguiu na noite do último sábado (23), o tão esperado acesso e disputará a Série B do Campeonato Brasileiro em 2018. Durante todo esse período, a equipe do tricolor do Pici enfrentou momentos bem difíceis, principalmente após o ano de 2012, quando o regulamento incluiu a necessidade do temido mata-mata, durante uma dessas tentativas de voltara para a segunda divisão do campeonato, o Fortaleza quase chegou a ser rebaixado para a quarta divisão. A equipe do Tupi venceu o clube visitante por 1x0, com gol do zagueiro Fernando, aos 36 minutos do segundo tempo, mas mesmo com a vitória foieliminado, devido ao resultado do jogo de ida acontecido na Arena Castelão, onde o Fortaleza venceu a equipe de Juiz de Fora por dois tempos a zero.

Timão agora é hepta

 

 

 

Timão agora é hepta

Corinthians vence Fluminense de virada, chega aos 71 pontos e se torna campeão Brasileiro de 2017

 

 Corinthians tornou-se o maior campeão brasileiro do século. Com a vitória por 3 a 1 diante do Fluminense, no Itaquerão, a equipe faturou o seu sétimo título nacional. Ninguém ganhou mais taças do Brasileiro do que o clube do Parque São Jorge desde 2001. No período, foram quatro conquistas (2005, 2011, 2015 e 2017). O Corinthians também passa a ser o maior campeão da era dos pontos corridos do Nacional, deixando para trás São Paulo e Cruzeiro, com três títulos cada.

A conquista desta quarta-feira marca a década mais vitoriosa da centenária história do time alvinegro. A partir de 2007, quando foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Corinthians faturou nada menos do que dez títulos: Copa do Brasil (2009), Brasileiro (2011, 2015, 2017), Paulista (2009, 2011 e 2017), Libertadores (2012), Mundial (2013) e Recopa (2013).

Jones testa positivo para anabolizante no UFC 214 e deve perder cinturão

 

 

 

Jones testa positivo para anabolizante no UFC 214 e deve perder cinturão

O atual campeão dos meio-pesados do UFC falhou no exame antidoping realizado depois da pesagem do UFC 214, quando venceu Daniel Cormier

O retorno triunfal de Jon Jones ficou manchado nesta terça-feira (22). O atual campeão dos meio-pesados do UFC falhou no exame antidoping realizado depois da pesagem do UFC 214, quando venceu Daniel Cormier.

Jones testou positivo para turinabol, um esteroide anabolizante. A expectativa é que o norte-americano perca o cinturão da organização. Se for considerado reincidente, poderá ser suspenso por até quatro anos.

Logo após saber do doping de Jones, Dana White, presidente do UFC, afirmou que o cinturão ainda não foi retirado do norte-americano, mas será questão de tempo. "Ainda não tirei o cinturão, mas sabe como é... vai passar por todo o processo da Usada e aí o fazemos".

Essa não é a primeira vez em que Jon Jones cai no doping. Na ocasião, os testes feitos em período fora de competição apontaram dois esteroides: hidróxido de clomifeno e metabólitos de letrozol. O norte-americano acabou suspenso pela USADA (Agência Norte-Americana Antidoping) por um ano.

Antes disso, em 2015, Jones testou positivo para uma substância que era o principal metabólito da cocaína. Por ter sido um exame feito fora do período de competição, o norte-americano acabou não sendo suspenso.

Anuncio BannerLateral

 

 

logo-2x

Logo Unimed Sobral

 infort