Sobral e Região

Presídio de segurança máxima será construído

 

 

Presídio de segurança máxima será construído

 

Diante da crise instalada no Sistema Penitenciário cearense, com a recorrência de rebeliões, fugas e descobertas de túneis, o governador Camilo Santana anunciou um projeto para a criação de um presídio de segurança máxima estadual no Ceará. "Tomei a decisão de construir um presídio de segurança máxima estadual. Não vai ser federal. O projeto está lá no Ministério da Justiça, para avaliação, para eu começar a licitação. A minha decisão é que vou fazer o presídio para garantir mais tranquilidade para os nossos presos aqui no Estado do Ceará", revelou o governante, durante um bate-papo ao vivo com a população na rede social Facebook, ontem, sem divulgar detalhes da iniciativa.

O projeto foi antecipado pelo Diário do Nordeste, em reportagem sobre os veículos apreendidos pela Polícia Federal (PF) que passarão por uma alienação antecipada. O dinheiro conseguido com o leilão destes veículos poderá ser destinado à construção da penitenciária de segurança máxima estadual. Na ocasião, a titular da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), Socorro França, afirmou sobre projeto em andamento. "O Governo do Estado tem um projeto para a construção de uma penitenciária de segurança máxima para 120 detentos, que já foi encaminhado ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen)", completou a secretária.

Se o projeto for concretizado, será a primeira penitenciária de alta segurança do Ceará. A Penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, inaugurada no município de Pacatuba, em 2011, tinha o projeto de ser uma unidade de segurança máxima, mas não seguiu critérios para receber a classificação e ficou como penitenciária de segurança média.

Após articulações de Eunício e Moses, Ministério do Meio Ambiente atende a demanda do setor pesqueiro

 

 

Após articulações de Eunício e Moses, Ministério do Meio Ambiente atende a demanda do setor pesqueiro

O Ministério do Meio Ambiente decidiu adiar, para 15 de junho de 2018, a proibição da captura, desembarque e respectiva comercialização de exemplares de espécies classificadas como vulneráveis pela portaria 445/2014. Até lá, um grupo de estudos vai definir quais realmente correm risco de extinção e quais podem continuar garantindo o sustento de pescadores e familiares. A decisão atende a uma demanda do setor pesqueiro, que foi acolhida pelo presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB), e pelo deputado federal Moses Rodrigues (PMDB).

A nova portaria com o adiamento foi editada nesta segunda-feira, 19, e publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira, 20. O prazo atendeu ao compromisso firmado por Eunício e Moses em reunião com representantes do setor, realizada no último dia 2 de junho, em Fortaleza. Na ocasião, os parlamentares asseguraram o empenho para que, até o dia 20, o Ministério do Meio Ambiente apresentasse a solução para o impasse.

A portaria 445/2014 listou 475 espécies que estariam em vários estágios de vulnerabilidade, proibindo a captura, o desembarque e a comercialização das mesmas. Entre elas, estariam o pargo e o sirigado, espécies bastante utilizadas na economia de pescados no Ceará. Segundo as entidades que representam o setor, não há estudos que comprovem risco a estas e outras espécies que servem de base para o trabalho que realizam.

Mais uma fuga de presos é registrada na Cadeia Pública de Acaraú

 

 

Mais uma fuga de presos é registrada na Cadeia Pública de Acaraú

Exatos 24 (vinte e quatro) horas após o registro de tentativa de fuga de uma detenta, na manhã de sábado, 17/06, a cadeia publica da cidade de Acaraú registrou no domingo, 18/06, a fuga de pelo menos 4 (quatro) presos. Os mesmos teriam conseguido se evadir da unidade após serrarem as grades da cela em que se encontravam.

Os fugitivos foram identificados como: Francisco Jorge Sousa Assis; Edimar Barros da Silva; José Charles da Costa Silva; Alailton Ferreira Gomes.

A fuga teria sido constatada por agentes penitenciários que trabalham na unidade, onde em seguida após vistoria foi encontrado dentro da cela uma serra e um aparelho de telefone celular. A polícia militar foi acionada e realiza buscas atrás dos mesmos.

Anuncio BannerLateral

 

 

logo-2x

Logo Unimed Sobral

 infort