Sobral e Região

Rompimento no canal não afeta cronograma da Transposição

 

 

 

 

 

Rompimento no canal não afeta cronograma da Transposição

Um laudo técnico está sendo elaborado, mas as principais evidências mostram que a falha aconteceu por algum tipo de intervenção humana

Juazeiro do Norte. Na tarde do último sábado (11), um rompimento no canal do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), entre os municípios pernambucanos de Terra Nova e Salgueiro, surpreendeu a população cearense que aguarda, há um bom tempo, a chegada das águas do "Velho Chico" ao seu território. A falha ocorreu por volta das 12h em um trecho próximo ao distrito de Pau Ferro, causando desvio do fluxo de água. No entanto, segundo o Ministério da Integração Nacional, isso não afetará o cronograma da obra, que deve ficar pronta até o fim deste ano.

Desde o início da ocorrência, 140 técnicos estão no local trabalhando em regime de 24 horas para recuperação da estrutura. Após novas análises, as equipes do Ministério da Integração constataram que o dano causado ao trecho foi maior que o inicialmente previsto; por isso, a restauração, que duraria até 48 horas, deve ficar pronta só no fim desta semana.

Um laudo técnico está sendo elaborado, mas, as principais evidências mostram que a falha aconteceu por algum tipo de intervenção humana - não está descartada ação criminosa. Em um vídeo que circulou nas redes sociais no último domingo (12), aparecem duas pessoas conversando momentos após o canal romper. Antes disso, no sábado de manhã, o trecho foi supervisionado e não havia sido constatado nenhuma falha na estrutura canal. A assessoria do Ministério da Integração acrescentou que os trechos da obra possuem monitoramento permanente, mas com 470 km de extensão é difícil fiscalizar em sua totalidade a todo momento.

Em nota, o Ministério da Integração Nacional diz que um boletim de ocorrência foi registrado pois, preliminarmente, "há evidências que tenha sido um ato criminoso". Além disso, o órgão conta que há relato de pessoas no entorno afirmando que a ação tinha como objetivo desviar o curso d'água para encher um reservatório nas imediações. Paralelamente à ação, equipes foram designadas para avaliar se o episódio causou algum impacto na região; mas, nas proximidades não há moradores.

Anuncio BannerLateral

 

 

logo-2x

Logo Unimed Sobral

 infort