Sobral e Região

Quadrilha é condenada a 172 anos de prisão por fraudes fiscais no Ceará

Entre os oitos réus sentenciados estão servidores públicos, empresários, contadores e um advogado.

justia

 

Uma organização criminosa investigada pela Policia Federal (PF), sob acusação de fraude fiscal a diversos órgãos públicos no Estado, foi condenada pela 11° Vara da Justiça Federal do Ceará, a um total 172 anos de prisão. Entre os oitos réus sentenciados estão servidores públicos, empresários, contadores e um advogado.

As condenações se deram por meio de crimes de corrupção ativa e passiva, crime contra a ordem tributária, falsificação de documento particular, falsificação ou uso de selo ou sinal público, falsidade ideológica e tráfico de influência. As penas individuais variaram de cinco anos e meses a 39 anos e cinco meses de reclusão.

Ao contador Edmilson Gomes Moreira, foi atribuída a maior pena, pois conforme a sentença liderava o esquema criminoso. Segundo a investigação da PF, Edmilson Moreira era proprietário de uma empresa de contabilidade e mantinha contatos com servidores públicos, com o intuito de solucionar dívidas fiscais e multas e liberar cargas e mercadorias apreendidas dos seus clientes, de forma ilícita.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Anuncio BannerLateral

 

 

logo-2x

Logo Unimed Sobral

 infort