Sobral e Região

Prefeitura de Sobral propõe mudanças no IPTU

Proposta deve ser votada na Câmara semana que vem.

 

iptu

 

A Prefeitura de Sobral propôs mudanças nas regras de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do município e desde então tem gerado divergências entre os vereadores. Na visão dos parlamentares da oposição, as novas regras se aprovadas podem levar a aumento de até 700% em relação do que é cobrado hoje. A gestão municipal por sua vez afirma que no município existem imóveis subavaliados para fins de cobrança de impostos.

A proposta do Executivo estabelece uma Nova Planta Genérica de Valores Imobiliários (PGVI) e com a implementação dela, a faixa de isenção será ampliada de 30 mil para 60 mil. Caso aprovada, em 2019 o contribuinte pagará 60% do valor do imposto atualizado.

De acordo com a proposta, os critérios utilizados no cálculo do valor do imóvel para definir o IPTU também sofrerão mudanças. Entre eles estão o tipo de construção, o que atualmente é tido como “edificações” será dividido em casa, apartamento, loja, sala/escritório entre outros. Para casas, os padrões serão definidos como fino, alto, normal e baixo e terá um valor do metro quadrado a ser considerado no cálculo do imposto.

 

Fonte: Diário do Nordeste

INSS começa a pagar 2º parcela do 13° dos aposentados

Os depósitos serão feitos até o dia 7 de dezembro

 

tabelapagamento

 

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) começou a pagar nesta segunda-feira (26) a segunda parcela do 13° salário dos aposentados e pensionistas. Os depósitos serão feitos até o dia 7 de dezembro, junto com a folha mensal de pagamento do mês de novembro.

De acordo com o calendário do INSS, os primeiros a receberem serão os segurados que recebem até um salário mínimo e possuem cartão com final 1. Quem ganha acima do mínimo começa a receber a partir do dia 3 de dezembro.

 

Fonte: G1

 

Quadrilha é condenada a 172 anos de prisão por fraudes fiscais no Ceará

Entre os oitos réus sentenciados estão servidores públicos, empresários, contadores e um advogado.

justia

 

Uma organização criminosa investigada pela Policia Federal (PF), sob acusação de fraude fiscal a diversos órgãos públicos no Estado, foi condenada pela 11° Vara da Justiça Federal do Ceará, a um total 172 anos de prisão. Entre os oitos réus sentenciados estão servidores públicos, empresários, contadores e um advogado.

As condenações se deram por meio de crimes de corrupção ativa e passiva, crime contra a ordem tributária, falsificação de documento particular, falsificação ou uso de selo ou sinal público, falsidade ideológica e tráfico de influência. As penas individuais variaram de cinco anos e meses a 39 anos e cinco meses de reclusão.

Ao contador Edmilson Gomes Moreira, foi atribuída a maior pena, pois conforme a sentença liderava o esquema criminoso. Segundo a investigação da PF, Edmilson Moreira era proprietário de uma empresa de contabilidade e mantinha contatos com servidores públicos, com o intuito de solucionar dívidas fiscais e multas e liberar cargas e mercadorias apreendidas dos seus clientes, de forma ilícita.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Anuncio BannerLateral

 

 

logo-2x

Logo Unimed Sobral

 infort